A energia solar é uma fonte de energia renovável que causa o menor impacto possível no meio ambiente e oferece eletricidade limpa e de qualidade. O glossário de energia solar fotovoltaica (PV) possui a definição dos termos técnicos que acercam todo o processo da geração da energia, eletricidade e energia solar concentrada (CSP).

Confira a seguir os principais termos técnicos que encontramos no glossário de energia solar:

A

ABSOLAR – Associação Brasileira da Energia Solar Fotovoltaica: congrega empresas de toda a cadeia produtiva do setor fotovoltaico (FV) com operações no Brasil.

ABGD: Associação Brasileira de Geração Distribuída – Reúne empresas com atuação direta ou indireta na geração distribuída oriunda de fontes renováveis.

Corrente de carga (A)  – A corrente requerida pelo dispositivo elétrico.

Absorvedor – Em um dispositivo fotovoltaico, o material que absorve prontamente os fótons para gerar portadores de carga (elétrons ou orifícios livres).

Armazenamento do sistemaVeja capacidade da bateria na letra “C” do glossário.

Auditoria energética – uma pesquisa que mostra a quantidade de energia usada em uma casa, o que ajuda a encontrar maneiras de usar menos energia.

Ângulo do zênite – o ângulo entre a direção do interesse (do sol, por exemplo) e o zênite (diretamente acima da cabeça).

Aprimoramento das nuvens – O aumento da intensidade solar causado pela irradiância refletida das nuvens próximas.

Aviso de baixa voltagem – Um aviso sonoro ou luz que indica que o ponto de ajuste da voltagem da bateria baixa foi atingido.

Ângulo de inclinação – O ângulo no qual uma matriz fotovoltaica é definida para enfrentar o sol em relação a uma posição horizontal. O ângulo de inclinação pode ser definido ou ajustado para maximizar a coleta de energia sazonal ou anual.

Área projetada – a área de envidraçada líquida voltada para o sul projetada em um plano vertical.

Ânodo de sacrifício – Um pedaço de metal enterrado perto de uma estrutura que deve ser protegida da corrosão. O metal do ânodo de sacrifício destina-se a corroer e reduzir a corrosão da estrutura protegida.

Auto-descarga – A taxa na qual uma bateria sem carga, perde a carga recebida.

Aceitador – Um material contaminante, como o boro, que possui menos elétrons na camada externa do que o necessário em uma estrutura cristalina de outro modo equilibrada, fornecendo um orifício que pode aceitar um elétron livre.

Amperes (amp) – Uma unidade de corrente elétrica ou taxa de fluxo de elétrons. Um volt através de um ohm de resistência causa um fluxo de corrente de um ampere.

Ampere-hora (Ah / AH) – Uma medida do fluxo de corrente (em amperes) durante uma hora; usado para medir a capacidade da bat

eria.

Ângulo de incidência – O ângulo que um raio de sol faz com uma linha perpendicular à superfície. Por exemplo, a superfície enfrenta de forma direta o sol e possui o ângulo de incidência solar igual a zero, no entanto, se a mesma estiver paralela ao sol e atinge um telhado em linha horizontal, seu ângulo será 90 °.

Ânodo – O eletrodo positivo em uma célula eletroquímica (bateria). 

Armazenamento de energia da bateria eletroquímicas: As três principais aplicações para sistemas de armazenamento de energia de bateria incluem reserva de fiação nas estações de geração, nivelamento de carga nas subestações e pico de energia no lado do medidor.

Área de balanceamento – Um segmento medido no sistema de eletricidade, mantido por uma autoridade da área, que garante que o total de toda a geração elétrica seja igual ao total de cargas do sistema.

Ângulo de azimute – Este ângulo encontra-se entre o sul verdadeiro e o ponto no horizonte diretamente abaixo do sol.

aic – capacidade de interrupção de amperagem: os fusíveis de corrente contínua devem ser classificados com um AIC suficiente para interromper a corrente mais alta possível.

Amperímetro – um instrumento que monitora a corrente com o tempo. A indicação é o produto da corrente (em amperes ) e do tempo (em horas).

B

Balanço do sistema – Representação dos componentes e dos custos, exceto os módulos / matriz fotovoltaicos. Inclui custos de projeto, terreno, preparação do local, instalações de sistemas, estruturas de suporte, custos de operação e manutenção, condicionamento da energia, armazenamento indireto e custos relacionados.

Bateria – Duas ou mais células eletroquímicas fechadas em um contêiner e interconectadas eletricamente em um arranjo em série/paralelo apropriado para fornecer a voltagem operacional necessária, além do nível da corrente. Sob uso comum, o termo bateria também se aplica a uma única célula se constituir todo o sistema de armazenamento eletroquímico.

BIPV – Um Sistema Fotovoltaico Integrado (BIPV) consiste em células solares ou placas, que estão integradas na construção de elementos ou materiais como parte da estrutura do edifício. Desta forma, eles substituem um elemento de construção convencional, em vez de se ligar a um. Painéis Solares BIPV não apenas geram eletricidade, eles também podem fornecer funcionalidades adicionais para o edifício. Por exemplo, eles podem fornecer proteção contra os raios do sol, isolamento térmico, proteção contra a chuva, sombreamento parcial de áreas, substituição de telhas, etc. 

boro (B) – O elemento químico comumente usado como dopante em dispositivo fotovoltaico ou material celular.

Buraco – a vaga na qual um elétron normalmente existiria em um espaço sólido; mas comporta-se como uma partícula carregada positivamente

Bateria de eletrólito cativo – Uma bateria com um eletrólito imobilizado (gelificado ou absorvido em um material).

Bateria do ciclo raso – Esse tipo de bateria possui placas pequenas que não suportam muitas descargas, além de seu baixo estado de carga.

Bateria de ciclo profundo – Possui placas grandes que suportam um número maior de descarga e possui baixo estado de carga.

Bateria de chumbo-ácido – Uma categoria geral que inclui baterias com placas feitas de chumbo puro, antimônio de chumbo ou cálcio de chumbo imersos em um eletrólito ácido.

Bateria de níquel-cádmio – Uma bateria contendo placas de níquel e cádmio e um eletrólito alcalino.

Bateria de eletrólito líquido – Uma bateria contendo uma solução líquida de ácido e água. Água destilada pode ser colocada a essas baterias para reabastecer o eletrólito, conforme necessário. Também chamada de bateria inundada, porque as placas são cobertas com o eletrólito.

Bateria livre de manutenção – Esse tipo de bateria é selada, ou seja, não é possível adicionar água para garantir que os níveis de eletrólitos sejam mantidos.

Bateria principal – Uma bateria cuja capacidade inicial não possui a possibilidade de ser restaurada com o carregamento.

Barreira Schottky – Uma barreira celular estabelecida como a interface entre um semicondutor, como o silício, e uma folha de metal.

Bateria selada – Possui eletrólito em cativeiro e uma tampa de ventilação de vedação, também chamada de bateria regulada por válvula. Não é possível adicionar mais eletrólito.

Bateria secundária – Essa bateria é recarregável.

Bateria de armazenamento – Um dispositivo capaz de transformar energia da forma elétrica em química e vice-versa. As reações são quase que completamente reversíveis. Durante a descarga, a energia química é convertida em elétrica e é consumida em um aparelho externo ou circuito realizado.

Banda de valência – a banda de energia mais alta em um semicondutor preenchida com elétrons.

Boule – Massa sintética de cristal único, cultivada em um forno especial, puxada e girada na velocidade necessária para manter a estrutura de cristal único durante o crescimento.

BTU – Unidade térmica britânica – Trata-se da quantia de calor necessária para elevar a temperatura de uma libra de água em grau Fahrenheit; igual a 252 calorias.

Barreira celular – Uma região muito fina de carga elétrica estática ao longo da interface das camadas positiva e que é negativa numa célula fotovoltaica. 

Forma uma barreira que inibe o movimento dos elétrons de uma camada para a outra, de modo que o elétron de energia mais alta de um lado se difunda preferencialmente através dele em uma direção, criando uma corrente e, portanto, uma tensão através da célula. 

Conhecida também como a zona de esgotamento ou carga espacial.

Banda de condução (ou nível de condução) – Uma banda de energia em um semicondutor no qual os elétrons podem se mover livremente em um sólido, produzindo um transporte líquido de carga.

C

Comprimento de difusão – a distância média que um elétron ou buraco livre se move antes de recombinar com outro buraco ou elétron.

Célula de contato pontual – Uma célula concentradora fotovoltaica de silício de alta eficiência que emprega técnicas de captura de luz e contatos difusos na superfície traseira para coleta de corrente.

Corrente direta (CC) – Transmissão e distribuição de eletricidade, pela qual a mesma flui em uma direção através do condutor, geralmente é a tensão relativamente baixa e corrente alta. Para ser usado em eletrodomésticos típicos de 120 ou 220 volts, a CC deve ser convertida em corrente alternada.

Crescimento epitaxial – O crescimento de um cristal na superfície de outro cristal. O crescimento do cristal depositado é orientado pela estrutura de treliça do cristal original.

Circuito elétrico – O caminho seguido pelos elétrons de uma fonte de energia (gerador ou bateria), através de um sistema elétrico e retornando à fonte.

Corrente elétrica – Trata-se do fluxo da energia elétrica (eletricidade) em um condutor, medido em amperes.

Célula eletroquímica – Um dispositivo contendo dois eletrodos condutores, um positivo e outro negativo, feitos de materiais diferentes (geralmente metais) que são imersos em uma solução química ( eletrólito ) que transmite íons positivos do eletrodo negativo para o positivo e, assim, forma um Carga elétrica. Uma ou mais células constituem uma bateria.

Carga de equalização – Mistura do eletrólito nas baterias, sobrecarregando periodicamente as baterias por um tempo curto.

Carga flutuante – a voltagem ideal que ajuda na neutralização da descarga automática da bateria a temperatura específica.

Corrente de gás – A parte da corrente de carga a qual pertence a produção eletrolítica de hidrogênio e oxigênio com o uso do líquido eletrolítico. Essa corrente aumenta com o aumento da temperatura e tensão.

Conteúdo harmônico – A quantidade de frequências no formato de ondas de saída, e a frequência primária que é de 50 ou 60 Hz. A energia que é perdida nas frequências harmônicas tem a possibilidade de gerar o aquecimento em excesso de carga.

Camada intrínseca – Uma camada do material semicondutor, utilizada no dispositivo fotovoltaico, cujas propriedades são essencialmente as do material puro e não dopado.

Curva IV – Apresentação gráfica de corrente e tensão de dispositivos fotovoltaicos na qual a carga aumenta a condição de um circuito curto que não possui carga, para realizar a tensão máxima, ou seja, um circuito aberto, no qual o formato curva é a característica do desempenho de uma célula.

Caixa de derivação – Gabinete no módulo em que as cadeias fotovoltaicas são eletricamente conectadas e onde os dispositivos de proteção são localizados, se necessário.

Custo ciclo de vida – Referente à estimação do valor da propriedade e operação do sistema fotovoltaico na duração de vida útil do mesmo.

Captura de luz – Realização da captura de luz solar no material semicondutor, que refrata e refle a mesma nos ângulos críticos; a luz capturada viajará ainda mais no semicondutor, processo que aumenta consideravelmente a probabilidade de absorção e, portanto, a produção do portador de carga.

Carga – Refere-se a demanda do sistema de produção de energia; o consumo ou requisito da energia do grupo de equipamentos ou peças. Geralmente expresso em termos de amperes ou watts em referência à eletricidade.

Circuito de carga – O fio, interruptores, fusíveis, etc. que conectam a carga à fonte de energia.

Célula fotovoltaica – Menor elemento semicondutor no módulo que realiza a conversão rápida da luz na tensão e na corrente de corrente contínua. Também chamada de célula solar.

Conexão paralela – Processo de união das células solares ou módulos fotovoltaicos que conectam fios positivos e negativos;  aumento da corrente, mas não aumenta a tensão.

Corrente de pico de potência – Amperes produzidos por matriz  ou módulo fotovoltaico operando na tensão da curva IV que produzirá a energia máxima do módulo.

Célula fotoelétrica – Dispositivo que mede a intensidade da luz que converte a luz que cai sobre ela ou a alcança em eletricidade e mede as correntes de energia; utilizado em fotômetros.

Célula fotoeletroquímica – Dispositivo que ajuda a medir a eletricidade induzida na célula é usada imediatamente dentro da célula para produzir um produto químico, como o hidrogênio, que muitas vezes é retirado para uso.

Condicionamento da energia – Modificação das características de energia elétrica (por exemplo, invertendo a corrente contínua a corrente alternada).

Ciclo Rankine – Um ciclo termodinâmico usado em turbinas a vapor que converte a energia térmica para uso. As usinas de concentração da energia solar, geralmente, dependem do ciclo Rankine. Nos sistemas CSP, os espelhos concentram a radiação solar em um fluido de transferência de calor. Isso é usado para criar vapor, que gira uma turbina para gerar eletricidade.

Capacidade nominal de bateria – Termo usado pelos fabricantes de baterias para indicar a quantidade máxima de eletricidade que pode ser retirada de uma bateria sob a taxa e temperatura de descarga especificada. Veja a capacidade da bateria.

Corrente nominal do módulo (A) – A saída de corrente do módulo fotovoltaico que tem a medição realizada em testes padrões de 1.000 w / m2 e temperatura de uma célula fotovoltaica a 25 ° C.

Capacidade de reserva – Número da capacidade de geração que um sistema central de energia deve manter para atender às cargas de pico.

Corrente de espera – Quantidade de energia usada no inversor no momento em que nenhuma carga está ativa, ou seja, quando a energia está perdida. A eficiência desse inversor é relativamente menor no momento em que a demanda de carga está baixa.

Carga espacialVeja barreira celular.

Célula de espectro dividido – Trata-se do dispositivo fotovoltaico que dividida a luz solar pela primeira vez em regiões espectrais por meios ópticos. 

Cada região é então direcionada para uma célula diferente, otimizada para converter essa parte do espectro em eletricidade. Esse dispositivo alcança uma conversão geral significativamente maior da radiação solar incidente em eletricidade. 

Veja também dispositivo multifunção.

Célula eletrolítica faminta – Uma bateria contendo pouco ou nenhum eletrólito de fluido livre.

Células de fita (fotovoltaica) – Dispositivo fotovoltaico fabricado em um processo contínuo de extração de material do banho de materiais fotovoltaicos derretidos, como o silício, para formar uma fina folha de material.

Conexão em série – Processo de união das células fotovoltaicas conectando fios positivos a fios negativos; que aumenta a tensão.

Controlador de série – Controla o carregamento que interrompe as correntes de carregamento, fazendo um circuito aberto nos painéis fotovoltaicos (PV). O elemento se encontra em controle com os painéis e bateria.

Corrente de curto-circuito ISC – Flui de forma livre no circuito externo, o qual não possui carga ou resistência; considerado como a maior capacidade de corrente possível.

Controlador de derivação – Responsável por redirecionar ou afastar a corrente de carga das baterias. Necessita de um grande dissipador para o calor da corrente de matriz fotovoltaica em no curto-circuito. Indicados para sistemas que produzem 30 amperes ou menos.

Controlador de estágio único – Redireciona toda corrente do carregamento no momento em que a bateria se aproxima da carga total.

Custos suaves – não relacionados ao hardware relacionados a sistemas fotovoltaicos, como financiamento, permissão, instalação, interconexão e inspeção.

Célula solarVeja célula fotovoltaica.

Constante solar – Média da quantidade de energia solar atingindo a atmosfera na superfície perpendicular aos raios de sol, equivalente a 1353 watts m²/ 492 Btu pé².

Carga lenta – uma taxa baixa, balanceada por perdas de auto-descarga, para manter uma pilha ou bateria em uma condição totalmente carregada.

Compensação da temperatura – Circuito responsável pelo ajuste dos pontos de ativação dos controladores do carregamento de energia, o qual depende da temperatura das baterias utilizadas no sistema.

Recurso indicado para utilização quando a temperatura das baterias está maior que 5°C relacionado a temperatura ambiente.

Capacidade de pico – Quando o sistema atinge sua potência máxima em 3-5 vezes a potência nominal, oferecida por um período curto.

Célula ventilada – Uma bateria projetada com processo de ventilação para expelir gases gerados durante o carregamento

Conversor – Uma unidade que converte a tensão das correntes contínuas em outra tensão dc.

Corrente alternada (CA) – Corrente elétrica, cuja direção é revertida em intervalos ou ciclos regulares. As redes de transmissão de eletricidade usam CA, porque a tensão pode ser controlada com relativa facilidade.

Corrente do arranjo – A corrente elétrica realizada por um arranjo fotovoltaico quando exposto à luz solar.

Carga básica – Trata-se da quantidade média de energia em que uma concessionária deve oferecer.

Capacidade disponível da bateria – carga máxima total, expressa em amperes-hora, que tem a possibilidade de ser retirada de uma bateria/célula sob um conjunto específico de condições operacionais, incluindo as taxas de descarga, temperatura, estado inicial da carga, idade ou tensão.

Célula da bateria – Unidade operacional mais simples das baterias de armazenamento. Trata-se de eletrodos ou placas positivas, um eletrólito que permite a condução iônica, eletrodos ou placas negativos, separadores entre placas de polaridade oposta e um recipiente para todos os itens acima.

Capacidade de energia de bateria – Energia total disponível, através de watts-hora (kilowatt-horas), retirada de uma bateria ou célula que está carregada em sua capacidade máxima. 

Cádmio (Cd) – Um elemento químico para fabricar baterias e células solares.

 CdTe – telureto de cádmio – Um material fotovoltaico policristalino de película muito fina.

Capacidade (C) Veja a capacidade da bateria. 

Cátodo – O pólo ou eletrodo negativo de uma célula eletrolítica, tubo de vácuo, etc., onde os elétrons entram (a corrente sai) no sistema; o oposto de um ânodo.

Célula (bateria) – Unidade única de dispositivo eletroquímico capaz de produzir tensão direta convertendo energia química em energia elétrica. Uma bateria geralmente consiste em várias células conectadas eletricamente para produzir tensões mais altas. 

Carga – Processo que adiciona energia em baterias.

Controlador de carga – Responsável por controlar o fluxo da corrente de energia para bateria, protegendo-a de possíveis sobrecargas e descargas excessivas, além de indicar o status do sistema operacional.

Clivagem de filmes epitaxiais laterais para transferência (CLEFT) – Um processo para produzir células fotovoltaicas de arseneto de gálio barato (GaAs), nas quais uma película fina de GaAs é cultivada sobre um substrato grosso de GaAs de cristal único (ou outro material adequado) e depois é clivada do substrato e incorporada em uma célula, permitindo que o substrato seja reutilizado para produzir mais GaAs de película fina.

Coletor combinado – Um dispositivo ou módulo fotovoltaico que fornece energia térmica útil, além de eletricidade.

CPV – energia fotovoltaica concentrada – Tecnologia inovadora solar que utiliza as lentes e espelhos para que a luz solar seja concentrada na célula solar de alta eficiência.

CSP – Concentrador de energia solar – Tecnologia que permite o uso de espelhos para que a luz solar seja refletida em receptores que convertem a energia em calor. Essa transformação gera a energia térmica utilizada para produzir eletricidade com uma turbina a vapor ou um motor térmico acionando um gerador.

Concentrador – Modo fotovoltaico que possui componentes ópticos, como lentes ( lente Fresnel ), para direcionar e concentrar a radiação solar em células de área menor. 

A maior parte das matrizes de concentradores deve enfrentar ou rastrear diretamente o sol. Eles podem aumentar o fluxo de energia da luz solar centenas de vezes.

Condutor – o material através do qual a eletricidade é transmitida, como um fio elétrico ou uma linha de transmissão ou distribuição.

CuInSe2 ou CIS – Diseleneto de cobre e índio– Um material fotovoltaico policristalino de filme fino (às vezes incorporando gálio (CIGS) e / ou enxofre).

CZTS – sulfeto/seleneto de estanho-zinco e cobre – Um material fotovoltaico policristalino de película fina.

CorrenteVeja corrente elétrica .

Corrente na potência máxima (Imp) – Potência máxima disponível em um módulo.

Ciclo – A descarga e a carga subsequente de uma bateria.

Célula seca – uma célula (bateria) com um eletrólito em cativeiro. Uma bateria principal que não pode ser recarregada.

Ciclo de serviço – A proporção entre o tempo ativo e o tempo total. Usado para descrever o regime operacional de aparelhos ou cargas em sistemas fotovoltaicos.

Classificação de serviço – A quantidade de tempo que um inversor (unidade de condicionamento de energia) pode produzir na potência nominal máxima.

Czochralski – Cultivo de cristal semicondutor de grande tamanho e qualidade alta, que levanta de forma lenta um cristal de semente do banho de material fundido sob cuidadosas condições de resfriamento.

CVD – deposição de vapor químico – Depósito de filmes finos de semicondutores usados ​​para fabricar dispositivos fotovoltaicos específicos. 

Onde um substrato é exposto a um ou mais compostos vaporizados com constituintes desejáveis. 

Inicia-se uma reação química, na ou próxima a superfície do substrato, para produção do material que deverá se condensar no substrato.

Controlador de multi-estágio – Um carregamento controlador de unidade que permite que diferentes correntes de carga da bateria se aproxime do state of charge.

Custo nivelado de energia – O custo de energia de um sistema solar baseado no preço instalado do sistema, seu custo total de vida útil e sua produção de eletricidade vitalícia.

D

Dispositivo fotovoltaico (PV) – um dispositivo de estado sólido elétrico que converte a luz diretamente em corrente direta de eletricidade de corrente-tensão que são uma função das características da fonte de luz e os materiais em concepção do dispositivo. 

Demanda/ carga de pico – a demanda ou carga máxima de em tempo específico.

Demanda total de carga – A soma das cargas de correntes alternadas. Este valor é importante ao selecionar um inversor.

Distorção harmônica total – A medida da proximidade da forma entre uma onda e seu componente fundamental.

Disponibilidade do sistema – A porcentagem de horas por ano em que o sistema de energia fotovoltaica poderá atender totalmente à demanda de cargas.

Diodo de junção – Um dispositivo semicondutor com uma junção e um potencial interno que passa melhor a corrente em uma direção que a outra. Quaisquer célula solar é um diodo de junção.

Defeitos induzidos por luz – Ligações pendentes induzidas em um semicondutor de silício amorfo depois de ser exposto à luz inicialmente.

Desconexão de baixa tensão – A tensão em que o controlador de carregamento desconecta as cargas das baterias com objetivo de evitar o excesso de descarregamento.

Densidade de energia – Trata-se da proporção de carga energética disponível na bateria para sua massa (W/kg) ou volume (W/l).

Deposição física de vapor – Depósito de filmes fotovoltaicos semicondutores finos. Com esse método, processos físicos, como a evaporação térmica ou bombardeio de íons, são usados ​​para depositar o material semicondutor elementar em um substrato.

Dispositivo multifuncional – Trata-se do dispositivo fotovoltaico de alta eficiência contendo duas ou mais junções celulares, cada uma delas otimizadas para uma parte específica do espectro solar.

Desconexão de alta tensão – Tensão em que o controlador realiza a desconexão de conjuntos de baterias, evitando a sobrecarga.

Disponibilidade – a qualidade ou condição do sistema fotovoltaico disponível para fornecer energia a certa carga. A qual é medida em horas por ano. Uma disponibilidade negativa equivale ao tempo de inatividade.

Duração da bateria – Período em que a célula/ bateria  opera acima de uma capacidade especifica ou nível de seu desempenho de eficiência. A vida útil pode ser medida em ciclos e/ou anos, dependendo do tipo de serviço para o qual são destinadas.

Diodo de bloqueio – Tratam-se de semicondutores conectados em série de baterias de armazenamento ou células solares para impedir que a bateria não descarregue quando acontecer a baixa saída ou ausência da mesma na célula solar. 

Se parece com uma válvula unidirecional que faz com que os elétrons sigam em frente.

Diodo de derivação – Diodo conectado através de células solares no modo fotovoltaico, em que ele conduz as mesmas para tornarem polarizadas inversamente. Além disso, protege as células solares quando expostas a capacidade máxima de luz.

Dias de armazenamento – Quantidade de dias consecutivos, nos quais o sistema independente atende cargas definidas sem a entrada de energia solar. Este termo está relacionado à disponibilidade do sistema.

DCVeja corrente contínua.

Conversor DC-DC – Circuito eletrônico para converter a tensão de correntes contínuas em outros níveis (por exemplo, tensão de carga). Pode fazer parte de um rastreador de ponto de energia máximo.

Descarga profunda – Descarregando uma bateria até 20% ou menos de sua capacidade máxima de carga.

DefeitoVeja defeitos induzidos pela luz.

DOD – profundidade de descarga – O ampere-hora removido de células solares ou baterias carregadas, expresso como uma porcentagem de capacidade nominal. 

Por exemplo, a retirada de 25 ampere-hora de uma célula classificada com 100 ampere-hora totalmente carregada resulta na profundidade de descarga de 25%. 

Sob certas condições, como taxas de descarga inferiores às usadas para classificar a célula, a profundidade da descarga pode exceder 100%.

Dendrito – Um cilindro fino como um fio de material cristalino puro, como o silício.

Diodo – Tecnologia que envolve o dispositivo eletrônico que possibilita a fluidez da corrente apenas em uma direção. Consulte também diodo de bloqueio e diodo de desvio.

Descarga – A retirada de energia elétrica de uma bateria.

Desconectar – Alternar a engrenagem usada para conectar ou desconectar componentes em um sistema fotovoltaico.

Despacho econômico – Um método pelo qual os operadores do sistema decidem quanta produção deve ser agendada nas fábricas.

DER – recursos energéticos distribuídos – Pequenas tecnologias modulares que geram energia e podem ser combinadas com sistemas de gerenciamento e armazenamento de energia e usadas para melhorar a operação do sistema de fornecimento de eletricidade, estejam essas tecnologias conectadas ou não a uma rede elétrica.

Doador – Em um dispositivo fotovoltaico, um dopante do tipo n, como o fósforo, que coloca um elétron adicional em um nível de energia muito próximo à banda de condução; esse elétron é facilmente retirado para a banda de condução, onde aumenta a condutividade elétrica em relação a um semicondutor não dopado.

Dopante – Um elemento químico (impureza) adicionado em pequenas quantidades a um material semicondutor puro, para modificar as propriedades elétricas do material. Um n-dopante introduz mais elétrons. 

Doping – A adição de dopantes a um semicondutor.

Densidade de energia – a proporção de energia disponível por libra; geralmente usado para comparar baterias de armazenamento.

E

Energia solar – energia eletromagnética transmitida pelo sol (radiação solar). A quantidade que atinge a Terra é igual a um bilionésimo do total de energia solar gerada, ou o equivalente a cerca de 420 trilhões de quilowatts-hora.

Energia fotovoltaica (PV) – referente à conversão direta de luz em eletricidade.

Energia fotovoltaica integrada à construção – um termo para o projeto e a integração da tecnologia fotovoltaica (PV) no invólucro da construção, geralmente substituindo os materiais de construção convencionais. 

Essa integração pode estar em fachadas verticais, substituindo o vidro de vista, o vidro de spandrel ou outro material de fachada; em sistemas de clarabóia semitransparentes; em sistemas de cobertura, substituindo os materiais de cobertura tradicionais; em sombreamento sobre janelas; ou outros sistemas de envelopes de construção.

Energia de gap de banda – A quantidade de energia (em elétron-volts) necessária para liberar um elétron da concha externa de sua órbita sobre o núcleo para um estado livre e, assim, promovê-lo da valência ao nível de condução.

Energia de barreira – a energia fornecida por um elétron ao penetrar na barreira celular; uma medida do potencial eletrostático da barreira.

Energia no nível de valência / estado de valência – Conteúdo energético de um elétron em órbita sobre um núcleo atômico. Também chamado de estado vinculado.

Espectro solar – A distribuição total da radiação eletromagnética que emana do sol. As diferentes regiões do espectro solar são descritas por sua faixa de comprimento de onda. 

A região visível se estende de cerca de 390 a 780 nanômetros (um nanômetro é um bilionésimo de um metro). Cerca de 99% da radiação solar está contida em uma região de comprimento de onda de 300 nm (ultravioleta) a 3.000 nm (infravermelho próximo). 

A radiação combinada na região do comprimento de onda de 280 nm a 4.000 nm é chamada de radiação solar de banda larga ou total.

Efeito Staebler-Wronski – A tendência da eficiência da conversão da luz solar em eletricidade de dispositivos fotovoltaicos de silício amorfo se degradar (cair) após a exposição inicial à luz.

Estratificação – Uma condição que ocorre quando a concentração de ácido varia de cima para baixo no eletrólito da bateria. Cargas periódicas e controladas na tensão “S” que produzem gases que se misturam ao eletrólito. Veja também equalização.

Economia solar anual – a economia solar anual de um edifício solar é a economia de energia atribuível a um recurso solar em relação aos requisitos de energia de um edifício não solar.

Estrutura – O arranjo periódico regular de átomos ou moléculas em um cristal de material semicondutor.

Eficiência de conversão fotovoltaica (PV) – a proporção da energia elétrica produzida por um dispositivo fotovoltaico e a potência da luz solar incidente no dispositivo.

Energia fotovoltaica de placa chata (PV) – Um painel ou módulo fotovoltaico que consiste em elementos não concentradores. Matrizes e módulos de placa plana usam luz solar direta e difusa, mas se a matriz estiver fixa na posição, uma parte da luz solar direta será perdida devido a ângulos de sol oblíquos em relação à matriz.

Eficiência quântica interna (QI ou IQE interno) – Um tipo de eficiência quântica. Refere-se à eficiência com a qual a luz não transmitida ou refletida pela célula pode gerar portadores de carga que resultam em corrente elétrica.

Eficiência quântica externa (QE ou EQE externo) – eficiência quântica que inclui o efeito de perdas ópticas, como transmissão através da célula e reflexo da luz longe da célula.

Evaporação a vácuo – A deposição de filmes finos de material semicondutor pela evaporação de fontes elementares no vácuo.

Equipamento de condicionamento de energia – Equipamento elétrico, ou eletrônica de potência, usado para converter energia de uma matriz fotovoltaica em um formato adequado para uso posterior. 

Um termo coletivo para inversor, conversor, regulador de carga da bateria e diodo de bloqueio.

Eficiência de conversão de energia – A razão entre a potência de saída e a potência de entrada do inversor.

Efeito fotovoltaico (PV) – O fenômeno que ocorre quando os fótons, as “partículas” de um feixe de luz, liberam elétrons dos átomos atingidos. 

Quando essa propriedade da luz é combinada com as propriedades dos semicondutores, os elétrons fluem em uma direção através de uma junção, configurando uma tensão. Com a adição de circuitos, a corrente fluirá e a energia elétrica estará disponível.

Crescimento alimentado por filme definido pela borda (EFG) – Método para fabricar folhas de silício policristalino para dispositivos fotovoltaicos nos quais o silício fundido é puxado para cima por ação capilar através de um molde.

Energia distribuída – termo genérico para qualquer fonte de alimentação localizada próximo ao ponto em que a energia é usada. Oposto ao poder central. Consulte também sistemas independentes.

Eletricidade – Energia resultante do fluxo de partículas de carga, como elétrons ou íons.

Eletrodo – Um condutor que entra em contato com a terra.

Eletrodeposição – Processo eletrolítico no qual um metal é depositado no cátodo a partir de uma solução de seus íons.

Eletrólito – Um condutor não metálico (líquido ou sólido) que transporta corrente pelo movimento de íons (em vez de elétrons) com a liberação da matéria nos eletrodos de uma célula eletroquímica.

Elétron – Partícula elementar de um átomo com carga elétrica negativa e massa de 1/1837 de um próton; os elétrons circundam o núcleo carregado positivamente de um átomo e determinam as propriedades químicas do mesmo. 

O movimento de elétrons em um condutor constitui numa corrente elétrica.

Equalização – O processo de restaurar todas as células da bateria para um estado de carga igual. Alguns tipos de bateria podem exigir uma descarga completa como parte do processo de equalização.

Equinócio – As duas épocas do ano em que o sol cruza o equador e a noite e o dia têm a mesma duração; ocorrendo por volta de 20 ou 21 de março (equinócio de outono) e 22 ou 23 de setembro (equinócio de primavera).

Exciton – Uma quase partícula criada em um semicondutor que é composta por um par do espaço de elétrons em um estado ligado. Um exciton pode ser gerado e convertido novamente em um fóton.

F

Fator de preenchimento – a razão entre a potência real de uma célula fotovoltaica e sua potência, se a corrente e a tensão estiverem no máximo. Uma característica chave na avaliação do desempenho da célula.

Fator de empacotamento – a razão entre a área da matriz e a área real do terreno ou da área de cobertura do edifício para um sistema; ou, a proporção da área total de células solares para área total de um módulo para outro.

Forno de difusão – forno usado para fazer junções em semicondutores “S”, difundindo átomos dopantes na superfície do material.

Fator de carga – Um número que representa o tempo em horas durante o qual uma bateria pode ser carregada a uma corrente constante sem danificá-la. Geralmente expresso em relação à capacidade total da bateria, ou seja, C / 5 indica um fator de carga de 5 horas. Relacionado à taxa de cobrança.

Fator de descarga – Um número equivalente ao tempo em horas durante o qual a bateria é descarregada em corrente constante, geralmente expressa como uma porcentagem da capacidade total da bateria, ou seja, C / 5 indica um fator de descarga de 5 horas. 

Fóton – Partícula de luz que atua como uma unidade individual de energia.

Dispositivos fotovoltaicos solares são feitos de vários semicondutores materiais, incluindo silicone , sulfureto de cádmio , telureto de cádmio , e arseneto de gálio , e na forma cristalina única, multicristalino, ou formas amorfas.

Frequência – O número de repetições por unidade de tempo de uma forma de onda completa, expressa em Hertz (Hz).

Filme fino policristalino – Um filme fino feito de material multicristalino.

Fatores de temperatura – É comum que três elementos no dimensionamento do sistema fotovoltaico tenham correções de temperatura distintas: um fator usado para diminuir a capacidade da bateria em baixas temperaturas; um fator usado para diminuir a tensão do módulo fotovoltaico em altas temperaturas; e um fator usado para diminuir a capacidade de carga atual do fio em altas temperaturas.

Função de trabalho – A diferença de energia entre o nível de Fermi e o zero de vácuo . A quantidade mínima de energia necessária para remover um elétron de uma substância no vácuo.

Forma de onda – A forma da potência da fase em certa frequência e amplitude.

Fator de potência (FP) – A razão entre a potência real usada em um circuito, expressa em watts ou quilowatts, e a potência que aparentemente está sendo extraída de uma fonte de energia, expressa em volt-amperes ou kilovolt-amperes.

Fator de capacidade – a razão entre a carga média em (ou a produção de energia) de uma unidade ou sistema de geração de eletricidade e a classificação de capacidade da unidade ou sistema durante um período especificado.

G

Gálio (Ga) – Um elemento químico, de natureza metálica, usado na fabricação de certos tipos de células solares e dispositivos semicondutores.

GaAs – arseneto de gálio – Um composto cristalino de alta eficiência usado para produzir certos tipos de células solares e material semicondutor.

Gaseamento – A evolução do gás de um ou mais eletrodos nas células de uma bateria. O gás geralmente resulta da auto-descarga da ação local ou da eletrólise da água no eletrólito durante o carregamento.

Gel bateria – chumbo-ácido da bateria, em que o eletrólito é composto de uma matriz de gel de sílica.

Gigawatt (GW) – Uma unidade de energia igual a 1 bilhão de Watts; 1 milhão de quilowatts ou 1.000 megawatts.

Gravidade específica – a razão entre o peso da solução e o peso de um volume igual de água a uma temperatura especificada. Usado como um indicador do estado da carga da bateria.

Gerador fotovoltaico (PV) – O total de todas as sequências fotovoltaicas de um sistema de fonte de alimentação fotovoltaica, que são interconectadas eletricamente.

Geração distribuída – Um termo popular para geração de energia localizada.

H

Histerese de desconexão de baixa tensão – A diferença de tensão entre o ponto de ajuste de desconexão de baixa tensão e a tensão na qual a carga será reconectada.

Horário de pico do sol – O número equivalente de horas por dia em que a irradiância solar atinge em média 1.000 w/m2. Por exemplo, seis horas de pico do sol significa que a energia recebida durante o dia total é igual à energia que seria recebida se a irradiância por seis horas fosse de 1.000 w/m2.

Heterojunção – Uma região de contato elétrico entre dois materiais diferentes.

Histerese de desconexão de alta tensão – A diferença de tensão entre o ponto de ajuste de desconexão de alta voltagem e a tensão na qual a corrente fotovoltaica completa será reaplicada.

Homojunção – a região entre uma camada n e uma camada p em uma única célula fotovoltaica de material.

I

Insolação direta – luz solar caindo diretamente sobre um dispositivo. Oposto de insolação difusa.

Instalação de Painel Solar – Energia Eco atua no ramo de instalação de painel solar em Porto Alegre e Região.

Insolação difusa – A luz solar é recebida indiretamente como resultado de dispersão devido a nuvens, neblina, poeira ou outras obstruções na atmosfera. Oposto à insolação direta.

Intervalo de banda – em um semicondutor, é a diferença de energia entre a banda de valência mais alta e a banda de condução mais baixa.

Inversor comutado por linha – um inversor que está vinculado a uma rede ou linha de energia. 

A comutação de potência (conversão de corrente contínua a corrente alterna) é controlado pela linha de energia, de modo que, se houver uma falha na rede de energia, o sistema fotovoltaico não pode fornecer energia para a linha.

Inversor de onda modulado por largura de pulso (PWM) – Um tipo de inversor de potência que produz uma tensão de alta qualidade (quase sinusoidal), com harmônicos mínimos de corrente.

Inversor interativo da concessionária – um inversor que pode funcionar apenas quando conectado à rede elétrica e usa a frequência de tensão da rede predominante na linha da concessionária como parâmetro de controle, para garantir que a saída do sistema fotovoltaico esteja totalmente sincronizada com a energia da concessionária.

ISO – operador de sistema independente – A entidade responsável por manter o equilíbrio do sistema, a confiabilidade e a operação no mercado de eletricidade.

Inversor de onda senoidal – Um inversor que produz formas de energia de onda senoidal com qualidade de utilidade.

Inversor de onda quadrada – Um tipo de inversor que produz saída de onda quadrada. Consiste em uma fonte de corrente direta, quatro comutadores e a carga. 

Os comutadores são semicondutores de potência que podem transportar uma grande corrente e suportar uma classificação de alta tensão. Os interruptores são ligados e desligados em uma sequência correta, em uma determinada frequência.

Insolação – A densidade de energia solar incidente em uma superfície de área e orientação declaradas, geralmente expressa em watts por metro quadrado ou Btu por metro quadrado hora. 

Interconexão – Um condutor dentro de um módulo ou outro meio de conexão que fornece uma interconexão elétrica entre as células solares.

IMM – célula de multijunção metamórfica invertida – Uma célula fotovoltaica que é um dispositivo de múltiplas funções cujas camadas de semicondutores são crescidas de cabeça para baixo. 

Esse processo de fabricação especial produz uma célula ultraleve e flexível que também converte energia solar com alta eficiência.

Inversor – Um dispositivo que converte eletricidade em corrente contínua e corrente alternada para sistemas independentes ou para fornecer energia a uma rede elétrica.

Íon – um átomo ou grupo de átomos com carga elétrica que perdeu ou ganhou elétrons; uma perda torna a partícula resultante carregada positivamente; um ganho torna a partícula carregada negativamente.

Irradiância – a radiação solar direta, difusa e refletida que atinge uma superfície. Geralmente expresso em quilowatts por metro quadrado. A irradiância multiplicada pelo tempo é igual à insolação.

ISPRA – Diretrizes para a avaliação de usinas fotovoltaicas, publicadas pelo Centro Comum de Pesquisa da Comissão das Comunidades Europeias, Ispra, Itália.

J

Joule – Uma unidade métrica de energia ou trabalho; 1 joule por segundo é igual a 1 watt ou 0,737 libra-pé; 1 Btu é igual a 1.055 joules.

Junção celular – A área de contato imediato entre duas camadas (positiva e negativa) de uma célula fotovoltaica. A junção fica no centro da barreira celular ou da zona de depleção.

Junção – uma região de transição entre camadas de semicondutores, como junção ap/n, que passa de uma região com alta concentração de aceitadores (tipo p) para uma região com alta concentração de doadores (tipo n).

K

kilowatt (kW) – Uma unidade padrão de energia elétrica igual a 1000 watts ou ao consumo de energia a uma taxa de 1000 joules por segundo.

L

Langley (L) – Unidade de irradiância solar. Um grama de calorias por centímetro quadrado. 1 L = 85,93 kwh / m2.

LCOE – custo nivelado de energia – O custo de energia de um sistema solar baseado no preço instalado do sistema, seu custo total de vida útil e sua produção de eletricidade vitalícia.

life – O período durante o qual um sistema é capaz de operar acima de um nível de desempenho especificado.

LMP – preço marginal de localização – O preço de uma unidade de energia em uma localização elétrica específica em um determinado momento. Os LMPs são influenciados pela geração próxima, nível de carga, restrições e perdas de transmissão.

LVC – corte de baixa tensão – O nível de tensão no qual um controlador de carregamento desconecta a carga da bateria.

Lingote – Fundição de material, geralmente silício cristalino, a partir do qual partes podem ser cortadas para uso em uma célula solar.

Ligações pendentes – Uma ligação química associada a um átomo na camada superficial de um cristal. A ligação não se une a outro átomo do cristal, mas se estende na direção do exterior da superfície.

Lente Fresnel – Um dispositivo óptico que focaliza a luz como uma lupa; os anéis concêntricos são enfrentados em ângulos ligeiramente diferentes, de modo que a luz que cai em qualquer anel seja focada no mesmo ponto.

Linhas de grade – Contatos metálicos fundidos à superfície da célula solar para fornecer um caminho de baixa resistência para que os elétrons fluam para os fios de interconexão da célula.

Luz incidente – Luz que brilha na face de uma célula solar ou módulo.

M

Matriz de inclinação fixa – Uma matriz fotovoltaica configurada em um ângulo fixo em relação à horizontal.

Matriz de placa plana – Uma matriz fotovoltaica (PV) que consiste em módulos fotovoltaicos sem concentração.

Módulo de placa plana – Um arranjo de células ou materiais fotovoltaicos montados em uma superfície plana e rígida com as células expostas livremente à luz solar que entra.

Mês do projeto – o mês em que a combinação de insolação e carga requer a energia máxima da matriz fotovoltaica.

Massa de ar (às vezes chamada de razão de massa de ar) – igual ao cosseno do ângulo do zênite – esse é o ângulo da cabeça diretamente acima da linha que cruza o sol.

A massa de ar é uma indicação do comprimento do caminho que a radiação solar viaja através da atmosfera. Uma massa de ar de 1,0 significa que o sol está diretamente acima da superfície e a radiação viaja através de uma atmosfera (espessura).

Matriz fotovoltaica (PV) – Um sistema interconectado de módulos fotovoltaicos que funcionam como uma única unidade produtora de eletricidade. 

Os módulos são montados como uma estrutura discreta, com suporte ou montagem comum. Em sistemas menores, uma matriz pode consistir em um único módulo.

Montagem autônoma – Técnica para montar um painel fotovoltaico em um telhado inclinado, que envolve a montagem dos módulos a uma curta distância acima do telhado inclinado para incliná-los no ângulo ideal.

Meiodia solar – A hora do dia, em um local específico, quando o sol atinge seu ponto mais alto e aparente no céu.

Módulo fotovoltaico (PV) – O menor conjunto essencialmente plano e ambientalmente protegido de células solares e peças auxiliares, como interconexões, terminais e dispositivos de proteção (como diodos), destinadas a gerar energia em corrente contínua sob a luz solar não concentrada. 

O membro estrutural (transporte de carga) de um módulo pode ser a camada superior (superestrato) ou a camada inferior (substrato).

Matriz de rastreamento – Uma matriz fotovoltaica (PV) que segue o caminho do sol para maximizar o incidente de radiação solar na superfície fotovoltaica. 

As duas orientações mais comuns são (1) um eixo em que a matriz rastreia o sol de leste a oeste e (2) rastreamento de dois eixos em que a matriz aponta diretamente para o sol o tempo todo. 

As matrizes de rastreamento usam a luz solar direta e difusa. Matrizes de rastreamento de dois eixos capturam a máxima energia diária possível.

Materiais cristalinos espessos – material semicondutor, normalmente medindo de 200 a 400 mícrons de espessura, cortado de lingotes ou fitas.

Material monocristalino – Um material composto por um cristal único ou alguns cristais grandes.

Módulo fotovoltaico de filme fino – Um módulo fotovoltaico construído com camadas sequenciais de materiais semicondutores de filme fino. Veja também silício amorfo.

MPP – ponto de potência máxima – O ponto na curva decorrente-tensão ( IV ) de um módulo sob iluminação, onde o produto de corrente e tensão é máximo. Para uma célula típica de silício , isso é de cerca de 0,45 volts.

MPPT  – rastreador de ponto de potência máxima – significa uma unidade de condicionamento de energia que opera automaticamente o gerador fotovoltaico em seu ponto de potência máximo em todas as condições.

Medição e caracterização – Um campo de pesquisa que envolve a avaliação das características de materiais e dispositivos fotovoltaicos.

Megawatt (MW) – 1.000 quilowatts, ou 1 milhão de watts; medida padrão da capacidade de geração da usina elétrica.

Metrologia – A ciência da medição.

Microgroove – um pequeno sulco gravado na superfície de uma célula solar, preenchida com metal para contatos.

Micrômetro – Um milionésimo de metro.

Modularidade – O uso de vários inversores conectados em paralelo para atender diferentes cargas.

Módulo fator derate – Um fator que reduz o módulo fotovoltaico atual para explicar as condições de operação de campo, como o acúmulo de sujeira no módulo.

Monolítico – fabricado como uma única estrutura.

Movistor – abreviação de varistor de óxido de metal. Usado para proteger os circuitos eletrônicos contra correntes de pico, como as produzidas por raios.

Multicristalino – Um material semicondutor (fotovoltaico) composto por pequenos cristais individuais orientados de várias formas. Às vezes referido como policristalino ou semicristalino.

N

NEC – Código Elétrico Nacional – Contém diretrizes para todos os tipos de instalações elétricas. As edições de 1984 e posteriores da NEC contêm o artigo 690, “Sistemas solares fotovoltaicos”, que devem ser seguidos ao instalar um sistema fotovoltaico.

NEMA – Associação Nacional de Fabricantes Elétricos – Esta organização define padrões para alguns produtos não eletrônicos, como caixas de junção.

Nanômetro – Um bilionésimo de metro.

Nível do doador – O nível que doa elétrons de condução para o sistema.

Níveis de energia – a energia representada por um elétron no modelo de banda de uma substância.

Nível de Fermi Nível de energia em que a probabilidade de encontrar um elétron é metade. Em um metal, o nível de Fermi está muito próximo do topo dos níveis preenchidos na faixa de valência parcialmente preenchida. Em um semicondutor, o nível de Fermi está na lacuna da banda.

NOCT – temperatura normal da célula operacional  – A temperatura estimada de um módulo fotovoltaico ao operar com irradiância de 800 w / m2 , temperatura ambiente de 20 ° C e velocidade do vento de 1 metro por segundo. O NOCT é usado para estimar a temperatura operacional nominal de um módulo em seu ambiente de trabalho.

O

Orientação – posicionamento em relação às direções cardeais, N, S, L, O.

O Azimute é a medida de orientação do norte.

OHM – Medida da resistência elétrica de um material igual à resistência de um circuito no qual a diferença de potencial de 1 volt produz uma corrente de 1 ampere.

Onda senoidal modificada – Uma forma de onda que possui pelo menos três estados (positivo, desativado e negativo). Tem menos conteúdo harmônico que uma onda quadrada.

Onda senoidal – Uma forma de onda correspondente a uma oscilação periódica de frequência única que pode ser representada matematicamente como uma função da amplitude versus ângulo em que o valor da curva em qualquer ponto é igual ao seno desse ângulo.

Óxido de índio – Um semicondutor de banda larga que pode ser dopado com estanho para formar um filme fino transparente e altamente condutor. Frequentemente usado como contato frontal ou como componente de uma célula solar com heterojunção.

Onda quadrada – Uma forma de onda que possui apenas dois estados (positivos ou negativos). Uma onda quadrada contém um grande número de harmônicos.

Óxido de estanho – Um semicondutor de amplo intervalo de banda semelhante ao óxido de índio; usado em células solares de heterojunção ou para fazer um filme condutor transparente, chamado vidro NESA quando depositado em vidro.

P

Passivação – Uma reação química que elimina o efeito prejudicial dos átomos eletricamente reativos na superfície de uma célula solar.

Pico de potência – Ponto de operação da curva IV (corrente-tensão) para uma célula solar ou módulo fotovoltaico em que o produto do valor da corrente multiplicado pelo valor da tensão, é o máximo.

P – Fósforo – Elemento químico usado como dopante na fabricação de camadas de semicondutores do tipo n .

Painel fotovoltaico (PV) – geralmente usado de forma intercambiável com o módulo fotovoltaico (especialmente em sistemas de um módulo), mas usado com mais precisão para se referir a uma coleção de módulos conectados fisicamente (ou seja, uma cadeia de módulos laminados usados ​​para obter a tensão e corrente necessárias)

PIN – Uma estrutura de dispositivo fotovoltaico semicondutor (PV) que envolve um semicondutor intrínseco entre um semicondutor do tipo p e um semicondutor do tipo n; essa estrutura é mais frequentemente usada com dispositivos fotovoltaicos de silício amorfo.

Placas – Uma placa de metal, geralmente de chumbo, imersa no eletrólito de uma bateria.

Processo Siemens – Um método comercial de fabricação de silício purificado.

Programação – A prática geral de garantir que um gerador esteja comprometido e disponível quando necessário. Também pode se referir ao agendamento de importações ou exportações de energia para dentro ou fora de uma área de balanceamento.

Profundidade de descarga sazonal – fator de ajuste usado em alguns procedimentos de dimensionamento do sistema que “permite” que a bateria seja gradualmente descarregada durante um período de 30 a 90 dias de insolação solar insuficiente. Esse fator resulta em uma matriz fotovoltaica um pouco menor.

Proteção contra corrente reversa – Qualquer método para impedir o fluxo de corrente indesejado da bateria para o painel fotovoltaico (geralmente à noite). Veja também diodo de bloqueio.

P/N – Uma estrutura de dispositivo fotovoltaico semicondutor na qual a junção é formada entre uma camada do tipo p e uma camada do tipo n.

Placa de bolso – Uma placa para uma bateria na qual os materiais ativos são mantidos em um bolso de metal perfurado.

PolicristalinoVeja multicristalino.

Potência – A quantidade de energia elétrica disponível para a execução do trabalho, medida em cavalos-força, Watts ou Btu por hora.

Piranômetro – Um instrumento usado para medir a irradiância solar global.

Pireliômetro – Um instrumento usado para medir a irradiância solar por feixe direto. Usa uma abertura de 5,7 ° para transcrever o disco solar.

Potência nominal  do inversor – algumas unidades não podem produzir potência nominal continuamente. 

Potência reativa – O seno do ângulo de fase entre as formas de onda de corrente e tensão em um sistema de corrente alternada.

Par de elétrons – O resultado da luz de energia suficiente deslocando um elétron de sua ligação em um cristal, o que cria um buraco. O elétron livre (carga negativa) e o buraco (carga positiva) são um par. Esses pares são os constituintes da eletricidade.

Ponto de ajuste ajustável – Um recurso que permite ao usuário controlar os níveis de tensão nos quais um controlador de carregamento se tornará ativo.

Proteção catódica – Um método de prevenção da oxidação do metal exposto nas estruturas, impondo uma pequena tensão elétrica entre a estrutura e o solo.

Portador de carga – Um elétron ou orifício de condução livre que movem um semicondutor.

Potencial de contribuição energética – Recombinação que ocorre na região emissora de uma célula fotovoltaica.

Processo de zona de flutuação – Em referência à fabricação de células fotovoltaicas solares, um método de cultivo de um cristal de grande tamanho e alta qualidade, através do qual as bobinas aquecem um lingote policristalino colocado sobre uma semente de cristal único. 

À medida que as bobinas são levantadas lentamente, a interface fundida sob as bobinas se torna um cristal único.

Portador majoritário – portadores atuais (elétrons livres ou orifícios) que estão em excesso em uma camada específica de um material semicondutor (elétrons na camada n, orifícios na camada p) de uma célula.

Previsão de carga – previsões de demanda futura. Para operações normais, previsões diárias e semanais da demanda de hora em hora são usadas para ajudar a desenvolver cronogramas de geração para garantir que quantidades e tipos de geração suficientes e estejam disponíveis quando necessário.

Portador minoritário – Um portador atual, um elétron ou um buraco, que está na minoria em uma camada específica de um material semicondutor; a difusão de transportadoras minoritárias sob a ação da tensão da junção celular é a corrente em um dispositivo fotovoltaico.

Ponto de operação – A corrente e a voltagem que um módulo ou matriz fotovoltaica produz quando conectado a uma carga. O ponto de operação depende da carga ou das baterias conectadas aos terminais de saída da matriz.

Perda de tara – Perda causada por um controlador de carregamento. Uma perda de tara negativa, expressa como porcentagem, é igual à eficiência do controlador.

Película fina – Uma camada de material semicondutor, como diseleneto de índio de cobre ou arseneto de gálio, com alguns mícrons ou menos de espessura, usada para produzir células fotovoltaicas.

Proteção de tensão – Muitos inversores possuem circuitos sensoriais que desconectam a unidade da bateria se os limites de tensão de entrada forem excedidos.

Q

Quad – Um quatrilhão de BTU (1.000.000.000.000.000 Btu).

Quilowatt-hora (kWh) – 1.000 mil watts atuando durante um período de 1 hora. O kWh é uma unidade de energia. 1 kWh = 3600 kJ.

QE – eficiência quântica – a razão entre o número de portadores de carga coletados por uma célula fotovoltaica e o número de fótons de uma determinada energia brilhando na célula. A eficiência quântica refere-se à resposta de uma célula solar aos diferentes comprimentos de onda no espectro de luz que brilha na célula. 

O QE é dado em função do comprimento de onda ou da energia. Idealmente, uma célula solar deve gerar uma corrente elétrica considerável para comprimentos de onda que são mais abundantes na luz solar.

Queda de tensão resistiva – a tensão desenvolvida através de uma célula pelo fluxo de corrente através da resistência da célula.

R

Rampa – Uma alteração na produção de geração.

Recombinação – A ação de um elétron livre caindo de volta em um buraco. Os processos de recombinação são radiativos, onde a energia da recombinação resulta na emissão de um fóton, ou não-radioativos, onde a energia da recombinação é dada a um segundo elétron que depois relaxa de volta à sua energia original emitindo fônons. 

A recombinação pode ocorrer na maior parte do semicondutor, nas superfícies, na região de junção, nos defeitos ou entre interfaces.

Retificador – Um dispositivo que converte corrente alternada para corrente contínua. Veja também inversor.

Regulador – Impede a sobrecarga das baterias controlando o ciclo de carga – geralmente ajustável para atender às necessidades específicas da bateria.

Resistência (R) – A propriedade de um condutor, que se opõe ao fluxo de uma corrente elétrica, resultando na geração de calor no material condutor. A medida da resistência de um determinado condutor é a força eletromotriz necessária para um fluxo de corrente unitário. A unidade de resistência é ohms.

Regulação da tensão – Indica a variabilidade na tensão de saída. Algumas cargas não toleram variações de tensão superiores a alguns por cento.

Rastreamento de dois eixos – Um sistema de rastreamento de matriz fotovoltaica capaz de girar independentemente em torno de dois eixos (por exemplo, vertical e horizontal).

Reflexão interna total – O aprisionamento da luz por refração e reflexão em ângulos críticos dentro de um dispositivo semicondutor para que ele não possa escapar do dispositivo e deve ser absorvido pelo semicondutor.

Rastreamento de energia máxima – Operação de um painel fotovoltaico no ponto de pico de energia da curva IV do painel, onde a potência máxima é obtida. Também chamado de rastreamento de pico de potência.

Rastreamento de um eixo – Um sistema capaz de girar em torno de um eixo.

Rastreamento de energia de picoVeja o rastreamento de energia máxima.

Radiação direta do feixe – radiação recebida pelos raios solares diretos. Medido por um pireliômetro com uma abertura solar de 5,7 ° para transcrever o disco solar.

Rede elétrica – Um sistema integrado de distribuição de eletricidade, geralmente cobrindo uma grande área.

Regulamento de frequência – Indica a variabilidade na frequência de saída. Algumas cargas serão desativadas ou não funcionarão corretamente se as variações de frequência excederem 1%.

Radiação infravermelha – radiação eletromagnética cujos comprimentos de onda se situam na faixa de 0,75 micrômetro a 1000 micrômetros; radiação invisível (calor) de comprimento de onda capaz de produzir um efeito térmico ou fotovoltaico, embora menos eficaz que a luz visível.

Resistência de carga – a resistência apresentada pela carga. Veja também resistência.

Resposta à demanda – O processo de usar reduções voluntárias de carga durante o horário de pico.

Radiação difusa – radiação recebida do sol após reflexão e dispersão pela atmosfera e pelo solo.

Resistência de contato – A resistência entre contatos metálicos e o semicondutor.

Reservas para contingências – serviços de reserva que são suficientes para cobrir a viagem não planejada (desconexão) de um grande gerador ou linha de transmissão e manter o equilíbrio do sistema. 

As reservas de contingência geralmente são divididas entre reservas de spinning e não-spinning e geralmente são baseadas no maior risco único (gerador ou capacidade de transmissão).

Revestimento antirreflexo – Um revestimento fino de um material aplicado a uma superfície de célula solar que reduz a reflexão da luz e aumenta a transmissão da luz.

Raiz média quadrada (RMS) – a raiz quadrada do quadrado médio dos valores instantâneos de uma saída CA. Para uma onda senoidal, o valor RMS é 0,707 vezes o valor de pico. O valor equivalente da corrente alternada , I, que produzirá o mesmo aquecimento em um condutor com resistência, R, como uma corrente cc do valor I.

Regulador de série – Tipo de regulador de carga da bateria em que a corrente de carregamento é controlada por um interruptor conectado em série ao módulo ou matriz fotovoltaica.

Resistência em série – Resistência parasitária ao fluxo de corrente em uma célula devido a mecanismos como resistência do material semicondutor, contatos metálicos e interconexões.

Regulador de derivação – tipo de regulador de carga da bateria em que a corrente de carga é controlada por um interruptor conectado em paralelo ao gerador fotovoltaico (PV). Um curto-circuito no gerador fotovoltaico evita a sobrecarga da bateria.

Rede inteligente – Um sistema inteligente de energia elétrica que regula o fluxo bidirecional de eletricidade e informações entre usinas e consumidores para controlar a atividade da rede.

Resfriamento solar – O uso de energia térmica solar ou eletricidade solar para alimentar um aparelho de resfriamento. Os sistemas fotovoltaicos podem alimentar refrigeradores evaporativos (refrigeradores “pântanos”), bombas de calor e condicionadores de ar.

Recurso solar – A quantidade de insolação solar que um sistema recebe, geralmente medida em kWh / m2 / dia, que é equivalente ao número de horas de pico do sol.

Reserva de fiação – quando a usina elétrica que funciona com baixa potência além da carga real.

S

Sistema de energia por satélite (SPS) – Conceito para fornecer grandes quantidades de eletricidade para uso na Terra a partir de um ou mais satélites em órbita terrestre geossíncrona. 

Uma grande variedade de células solares em cada satélite forneceria eletricidade, que seria convertida em energia semelhante a produzida por um microondas e transmitida para uma antena receptora no solo. 

Lá, seria reconvertido em eletricidade e distribuído da mesma forma que qualquer outra energia gerada centralmente, através de uma rede.

Semicondutor – Qualquer material que tenha capacidade limitada para conduzir uma corrente elétrica. Certos semicondutores, incluindo silício , arseneto de gálio , diseleneto de cobre e índio e telureto de cádmio , são adequados exclusivamente ao processo de conversão fotovoltaica.

Semicondutor amorfo – Um material semicondutor não cristalino que não possui ordem de longo alcance.

Silício amorfo – Uma película fina , silício célula fotovoltaica não tendo nenhuma estrutura cristalina. Fabricado por depósito de camadas de silício dopado em um substrato. 

Serviços auxiliares – serviços que ajudam o operador da rede a manter o equilíbrio do sistema. Isso inclui a regulamentação e as reservas para contingências: fiação, não fiação e, em algumas regiões, reserva operacional suplementar.

Sistemas distribuídos – Sistemas instalados no local ou nas proximidades do local onde a eletricidade é usada, em oposição aos sistemas centrais que fornecem eletricidade às redes. Um sistema fotovoltaico residencial é um sistema distribuído.

Silício cristalino – Um tipo de célula fotovoltaica feita a partir de uma fatia de silício monocristalino ou silício policristalino .

Serviço de desvio de energia – Um serviço de mercado que fornece o gerenciamento de desvios não programados na produção individual de geradores ou no consumo de carga.

Semicondutor extrínseco – O produto de dopar um semicondutor puro.

Serviço de flutuação – Operação na qual a bateria está normalmente conectada a uma fonte de corrente externa; por exemplo, um carregador de bateria que fornece a carga da bateria em condições normais, além de fornecer energia suficiente para compensar as perdas quiescentes internas, mantendo a bateria sempre com a potência máxima e pronta para o serviço.

Sistema conectado à rede – Um sistema solar elétrico ou fotovoltaico (PV) no qual o painel fotovoltaico atua como uma central geradora, fornecendo energia à rede.

Sistema híbrido sistema solar elétrico ou fotovoltaico que inclui outras fontes de geração de eletricidade, como geradores eólicos ou a diesel.

Silício amorfo hidrogenado – silício amorfo com uma pequena quantidade de hidrogênio incorporado. O hidrogênio neutraliza as ligações pendentes no silício amorfo, permitindo que os portadores de carga fluam mais livremente.

Semicondutor intrínseco – um semicondutor não dopado.

Semicondutor do tipo i – material semicondutor que é deixado intrínseco ou não dopado, de modo que a concentração de portadores de carga seja característica do próprio material e não de impurezas adicionadas.

Sobrecarga – forçando a corrente para uma bateria totalmente carregada. A bateria será danificada se sobrecarregada por um longo período.

Semicondutor do tipo n – Um semicondutor produzido por dopagem de um semicondutor intrínseca com um elétron doador de impurezas (por exemplo, fósforo em silício).

Silício do tipo n – material de silício que foi dopado com um material que possui mais elétrons em sua estrutura atômica do que o silício.

Sistema fotovoltaico (PV) – Um conjunto completo de componentes para converter a luz solar em eletricidade pelo processo fotovoltaico, incluindo a matriz e o equilíbrio dos componentes do sistema.

Sistema fotovoltaico-térmico (PV / T) – Um sistema fotovoltaico que, além de converter a luz solar em eletricidade, coleta a energia térmica residual e fornece calor e eletricidade na forma utilizável. Também chamado de sistema total de energia ou sistema solar térmico.

Sistema fotovoltaico plug-and-play – Um sistema fotovoltaico comercial pronto para uso que é totalmente inclusivo, com pouca necessidade de personalização individual. 

O sistema pode ser instalado sem treinamento especial e usando poucas ferramentas. O proprietário conecta o sistema a um circuito pronto para PV e um processo automático de descoberta de PV inicia a comunicação entre o sistema e a rede. 

O sistema e a grade são configurados automaticamente para operação ideal.

Sistemas remotosVeja sistemas independentes.

Semicondutor do tipo p – um semicondutor no qual os orifícios transportam a corrente; produzido por dopagem de um semicondutor intrínseco com uma impureza aceitadora de elétrons (por exemplo, boro em silício).

Silício policristalino – Material usado para produzir células fotovoltaicas, que consistem em muitos cristais, diferentemente do silício monocristalino. 

Scribing – O corte de um padrão de grade de ranhuras em um material semicondutor, geralmente com o objetivo de fazer interconexões.

Silício monocristalino – Material com uma única formação cristalina. Muitas células fotovoltaicas são feitas de silício monocristalino.

Silício (Si) – um elemento químico semi-metálico que produz um excelente material semicondutor para dispositivos fotovoltaicos. Cristaliza na estrutura cúbica centrada na face como um diamante. É comumente encontrado em areia e quartzo (como o óxido).

Silício de grau solar – Intermediário de grau de silício utilizado na fabricação de células solares. Mais barato que o silício de grau eletrônico.

Sistemas solares térmicos elétricos – Tecnologias de conversão que convertem energia solar em eletricidade, aquecendo um fluido de trabalho para alimentar uma turbina que aciona um gerador. Exemplos desses sistemas incluem sistemas centrais de recepção, parabólica e calha solar.

Sputtering – Um processo usado para aplicar material semicondutor fotovoltaico a um substrato por um processo físico de deposição de vapor, onde íons de alta energia são usados ​​para bombardear fontes elementares de material semicondutor, que ejetam vapores de átomos que são depositados em camadas finas em um substrato.

String – Vários módulos ou painéis fotovoltaicos interconectados eletricamente em série para produzir a tensão operacional requerida pela carga.

Substrato – O material físico no qual uma célula fotovoltaica é aplicada.

Subsistema – Qualquer um dos vários componentes em um sistema fotovoltaico (ou seja, matriz, controlador, baterias, inversor, carga).

Sulfatação – Uma condição que afeta as pilhas não usadas e descarregadas; grandes cristais de sulfato de chumbo crescem na placa, em vez dos pequenos cristais usuais, dificultando a recarga da bateria.

SMES – armazenamento de energia magnética supercondutora – a tecnologia SMES usa as características supercondutoras de materiais de baixa temperatura para produzir campos magnéticos intensos para armazenar energia. 

Foi proposto como uma opção de armazenamento para apoiar o uso em larga escala de energia fotovoltaica como um meio de amenizar as flutuações na geração de energia.

Supercondutividade – O aumento abrupto e grande na condutividade elétrica exibido por alguns metais à medida que a temperatura se aproxima do zero absoluto.

Superestrato – A cobertura no lado ensolarado de um módulo fotovoltaico (PV), fornecendo proteção para os materiais fotovoltaicos contra impactos e degradação ambiental, permitindo a transmissão máxima dos comprimentos de onda apropriados do espectro solar.

T

TPV – célula termofotovoltaica – Um dispositivo em que a luz solar concentrada em um absorvedor e o aquece a uma temperatura alta onde a radiação térmica emitida pelo absorvedor é usada como fonte de energia para uma célula fotovoltaica, a qual é projetada para maximizar a eficiência de conversão no comprimento de onda de um absorvedor. 

Tensão – A quantidade de força eletromotriz, medida em volts, que existe entre dois pontos.

Tensão na potência máxima (Vmp) – a tensão na qual a potência máxima está disponível em um módulo fotovoltaico.

Teste de qualificação – Um procedimento aplicado a um conjunto selecionado de módulos fotovoltaicos que envolve a aplicação de tensão elétrica, mecânica ou térmica definida, de maneira e quantidade prescritas. Os resultados do teste estão sujeitos a uma lista de requisitos definidos.

Taxa de rampa – A capacidade de uma unidade geradora de alterar sua produção ao longo de alguma unidade de tempo, geralmente medida em MW / min.

Tensão operacional do sistema – A tensão de saída do painel fotovoltaico sob carga. A tensão operacional do sistema depende da carga ou das baterias conectadas aos terminais de saída.

Tensão em circuito aberto (Voc) – A tensão máxima possível em uma célula fotovoltaica; a tensão através da célula à luz do sol quando nenhuma corrente está fluindo.

Tensão nominal – Uma tensão de referência usada para descrever baterias, módulos ou sistemas (por exemplo, uma bateria, módulo ou sistema de 12 ou 24 volts).

Tipo n -material semicondutor negativo no qual existem mais elétrons do que buracos; corrente é transportada através do fluxo de elétrons.

Tensão de entrada – é determinada pela potência total requerida pelas cargas de corrente alternada e pela tensão de quaisquer cargas de corrente direta. Geralmente, quanto maior a carga, maior a tensão de entrada do inversor. Isso mantém a corrente em níveis em que switches e outros componentes estão prontamente disponíveis

Tempo de inatividade – tempo em que o sistema fotovoltaico não pode fornecer energia para a carga. Geralmente expresso em horas por ano ou em porcentagem.

Tensão de corte – Os níveis de tensão (ativação) nos quais o controlador de carregamento desconecta o painel fotovoltaico da bateria ou sua carga.

Taxa de descarga – a taxa, geralmente expressa em amperes ou tempo, na qual a corrente elétrica é retirada da bateria.

Técnica de teia dendrítica – Um método para fabricar folhas de silício policristalino no qual os dendritos são lentamente retirados de um derretimento de silício, quando uma teia de silício se forma entre os dendritos e solidifica à medida que sobe e se resfria.

Tensão de ativação S – O (s) de tensão no qual um controlador de carga vai tomar medidas para proteger as baterias.

Tensão operacional do painel – A tensão produzida por um painel fotovoltaico quando exposta à luz solar e conectada a uma carga.

Taxa de carga – A corrente aplicada a uma célula ou bateria para restaurar sua capacidade disponível. Essa taxa é normalmente normalizada por um dispositivo de controle de carga em relação à capacidade nominal da célula ou bateria.

Temperatura ambiente – a temperatura da área circundante.

Transformador – Um dispositivo eletromagnético que altera a tensão da eletricidade de corrente alternada .

TCO – óxido condutor transparente – Um óxido de metal dopado usado para revestir e melhorar o desempenho de dispositivos optoeletrônicos, como energia fotovoltaica e monitores de tela plana. 

A maioria dos filmes de TCO é fabricada com microestruturas policristalinas ou amorfas e é depositada em vidro. O atual TCO padrão da indústria é o óxido de índio e estanho. O índio é relativamente raro e caro, portanto, estão em andamento pesquisas para desenvolver TCOs aprimorados com base em materiais alternativos.

TC – cabo da bandeja – pode ser usado para interconectar balanças de sistemas.

Tunelamento – Conceito da mecânica quântica segundo o qual um elétron é encontrado no lado oposto de uma barreira isolante sem passar pela barreira ou ao redor dela.

U

Usinas geradoras de carga básica – Normalmente, as unidades geradoras de carvão ou nucleares são comprometidas e despachadas em níveis constantes ou quase constantes com um ciclo mínimo. Geralmente, são as fontes de menor custo de energia quando executadas com fatores de capacidade muito altos.

Ultravioleta – Radiação eletromagnética na faixa de comprimento de onda de 4 a 400 nanômetros.

UF – alimentador subterrâneo – pode ser usado para a fiação do painel fotovoltaico se for especificado um revestimento resistente à luz solar; pode ser usado para interconectar componentes da balança do sistema, mas não é recomendado para uso em gabinetes de baterias.

USE – entrada de serviço subterrânea – pode ser usada em compartimentos de baterias e para interconectar balança de sistemas.

UPS – fonte de alimentação ininterrupta – A designação de uma fonte de alimentação que fornece serviço ininterrupto contínuo. O no-break conterá baterias.

V

Volt de elétron (eV) – A quantidade de energia cinética adquirida por um elétron quando acelerada por uma diferença de potencial elétrico de 1 volt; equivalente a 1,603 x 10 ^ -19; uma unidade de energia ou trabalho.

Vácuo zero – a energia de um elétron em repouso no espaço vazio; usado como nível de referência em diagramas de banda de energia.

Vida útil da bóia – O número de anos em que uma bateria pode manter sua capacidade declarada quando mantida sob carga de bóia.

Vida útil das baterias – O período de tempo, em condições especificas, em que uma bateria pode ser armazenada para manter sua capacidade garantida.

Varistor – Um resistor variável dependente de tensão. Normalmente usado para proteger equipamentos sensíveis de picos de energia ou raios, desviando a energia para o solo.

Vida útil da operadora minoritária – O tempo médio em que uma operadora minoritária existe antes da recombinação.

Vida útil da bateria – O número de ciclos, com uma profundidade de descarga especificada, pela qual uma célula ou bateria pode sofrer antes de não atender aos critérios de desempenho de capacidade ou eficiência especificados.

Vida útil ativada – O período em que uma temperatura especificada de uma bateria carregada pode ser armazenada antes que sua capacidade caia para um nível inutilizável.

Vida útil em prateleira – O período de tempo em que uma bateria carregada, quando cheia de eletrólito, pode permanecer sem uso antes de cair abaixo de um nível especificado de desempenho.

VMJ – célula multijunção vertical – uma célula composta feita de diferentes materiais semicondutores em camadas, uma acima da outra. 

A luz solar que entra no topo passa por sucessivas barreiras celulares, cada uma das quais converte uma parte separada do espectro em eletricidade, alcançando assim uma maior eficiência total de conversão da luz incidente. Também chamada célula de junção múltipla. 

Volt (V) – Uma unidade de força elétrica igual à quantidade de força eletromotriz que fará com que uma corrente constante de um ampere flua através de uma resistência de um ohm.

w

Watt – A taxa de transferência de energia equivalente a um ampere sob uma pressão elétrica de um volt. Um watt é igual a 1/746 cavalos de potência, ou um joule por segundo. É o produto de tensão e corrente (amperagem).

Window – Um material de GAP largo escolhido por sua transparência à luz. Geralmente usada como camada superior de um dispositivo fotovoltaico, a janela permite que quase toda a luz alcance as camadas semicondutoras.

Watt de pico – Uma unidade usada para avaliar o desempenho de células solares, módulos ou matrizes; a potência nominal máxima de um dispositivo fotovoltaico, em watts (Wp) sob condições de teste padronizadas, geralmente 1.000 watts por metro quadrado de luz solar com outras condições, como a temperatura especificada.

Z

Zona de depleção – Igual à barreira celular. O termo deriva do fato de que essa região microscopicamente fina está esgotada de portadores de carga ( elétrons livres e orifício).