Como contribui a tecnologia Big Data na economia de energia?

Como contribui a tecnologia Big Data na economia de energia?

Mas o que é o Big Data?

O termo Big Data é relativamente novo entre os usuários e está cada vez mais na boca de todos, mas… Será que realmente sabemos para que serve?

Big Data, big data ou dados massivos é um conceito que se refere ao armazenamento de grandes quantidades de dados e aos procedimentos usados ​​para encontrar padrões repetitivos dentro desses dados.”

Big Data está se tornando algo inseparável de nossas vidas. Todo mundo usa algum tipo de tecnologia ou entra em contato com produtos e grandes empresas. Essas grandes empresas nos oferecem seus dados e, ao mesmo tempo, usam os dados que lhes oferecemos. Eles os analisam constantemente para tornar sua produção mais eficiente e desenvolver novos produtos.

Essa tecnologia chegou para revolucionar todos os setores e oferecer melhorias em vários sentidos, e ainda mais quando surge uma aliança com a internet das coisas. De uma forma mais detalhada, falaremos do setor da energia e da sua eficiência ao serem aplicadas estas tecnologias que, permite que o consumo de energia seja mais bem ajustado às necessidades de cada consumidor.

As companhias de eletricidade são beneficiadas por se aliarem ao Big Data, pois lhes permite obter previsões muito ajustadas, através da análise dos dados de consumo dos usuários, o que os ajuda a oferecer um serviço melhor e mais personalizado adaptado ao consumo real do seu público… São muitos os exemplos, mas cada vez é mais comum, principalmente na Europa, a instalação de contadores de luz inteligentes que enviam, de forma automática, essas informações aos fornecedores de energia.

As vantagens de aplicar a tecnologia de Big Data são cada vez mais. Vejamos algumas que beneficiam o mercado da energia:

  • A previsão da produção de energia renovável. Graças à análise de big data, as empresas podem utilizar sistemas de previsão e oferecer ao mercado uma oferta de energia muito mais precisa.

●        Otimização dos processos de compra e venda de energia para os comerciantes, de modo a que o consumidor final também beneficie disso.

  • Previsão da demanda de eletricidade. Usando dados de consumo de energia, as empresas podem prever a demanda de eletricidade hora a hora, até 10 dias no futuro.
  • Manutenção preditiva para baixar custos e melhorar a qualidade do serviço de faturação.
  • O fornecimento de energia elétrica é mais estável, barato e sustentável graças à análise de dados realizada por esta tecnologia no setor de energia.
  • O Big Data oferece intervenções manuais e investimentos em geral que podem ser reduzidos.

Apostar nestas tecnologias é atingir e beneficiar da eficiência e poupança de energia, e oferecer um serviço ajustado às necessidades de todos os usuários.

Obviamente, as vantagens da análise de big data não se limitam apenas aos produtores e comerciantes; nós, como clientes e consumidores, também podemos nos beneficiar. A economia alcançada pelas empresas de energia graças ao big data pode se refletir em nossas tarifas em uma redução de preço de até 10%.

Além disso, com o estudo do big data, as empresas de energia elétrica podem nos ajudar a fazer um uso muito mais responsável e eficiente da energia, graças a um atendimento mais personalizado e, assim, conseguir a tão desejada economia em nossa conta.

O autoconsumo inteligente como aliado após a quarentena

O autoconsumo inteligente como aliado após a quarentena

A pandemia global chegou e fomos obrigados a ficar em nossas casas para minimizar o impacto negativo que o coronavírus trouxe. Na verdade não havia forma de mudar isso. No entanto, ficar em casa significa ter mais gastos e principalmente com a energia elétrica. Os padrões mudaram, e por exemplo o teletrabalho que veio para ficar,  nos fez repensar sobre a forma de consumir energia elétrica em casa.

Assim, com este artigo iremos indicar uma das melhores soluções para você conseguir reduzir o seu consumo elétrico e poupar na eletricidade como autoconsumo fotovoltaico.

Provavelmente você nunca tenha pensado em ter um serviço de autoconsumo em casa, ou por achar que é muito caro ou até por nem saber que isso existia… No entanto saiba que  traz benefícios em todos os sentidos. Instalar placas solares em sua casa significa que vai ser você quem fará a produção e o gerenciamento da energia capturada pelas placas solares, e sem ter que depender de nenhuma empresa de energia, nem ter de fazer contrato da luz.

As placas solares são simples de serem instaladas, e nem precisa de investir assim tanto. Não esqueça nunca no dinheiro que vai economizar a curto prazo.

A principal característica do autoconsumo é, sem dúvida, a poupança que você vai ter, já que vai conseguir baixar (e muito) o seu consumo de energia, e evitar as dores de cabeça que tem sempre que a sua conta da luz chega.

Ao instalar painéis fotovoltaicos você está contribuindo com o meio ambiente, utilizando energia 100% verde e renovável.

Existem dois tipos de placas solares: as que estão ligadas à rede, que são aqueles que combinam a obtenção de energia de forma autónoma e através da rede de distribuição e os que não estão ligados à rede, como é o caso das casas que se abastecem de forma independente.

Automação residencial e a alta poupança de luz

Obviamente que controlar e reduzir o custo da eletricidade é uma preocupação para para todos nós, e mais ainda nesse momento de crise gerada pela pandemia.

No entanto, além a maioria apostar no autoconsumo para economizar dinheiro, a verdade é que cada vez mais pessoas o fazem para reduzir a poluição.

Uma das formas de garantir a  eficiência energética em uma casa é instalar sistemas de automação residencial que permite controlar diferentes objetos do lar, com apenas um clique, e de forma remota. São sistemas automatizados que sabem que a sua função é reduzir ou maximizar o consumo. Para começar a beneficiar da automação residencial, você apenas deve contratar um serviço de internet rápida.

O que mais se pode controlar com a automação residencial?

Com a tecnologia cada vez mais avançada, podemos controlar tudo. Existem vários exemplos, sendo que alguns se destacam dos restantes:

  • Iluminação: Com a automação residencial você pode acender ou apagar a luz à distância, criar perfis de iluminação ajustados a toda a família, e desenvolver ações próprias que visam adaptar a iluminação aos aspectos externos e internos da casa, como o horário ou o pessoa que está na sala.

●        Eletrodomésticos: São responsáveis por cerca 25% da energia incluída em no recibo elétrico. Os aparelhos que são inteligentes consomem muito menos que os convencionais.

  • Segurança: Até mesmo fora de casa, você terá forma de a vigilar. O alarme e as câmeras de vigilância foram as primeiras coisas que puderam ser automatizadas.
  • Ar condicionado: Pode abranger cerca de 40% da conta de luz. Termostatos inteligentes economizam quase 30% no ar condicionado em uma casa.

A inteligência das Placas solares

Os painéis solares inteligentes também são incorporados na tecnologia da internet das coisas, de modo a aumentar a sua eficiência energética e a usar a energia solar de uma forma mais inteligente e racional. Através de um dispositivo conectado à internet, você pode programar, ligar, desligar ou controlar remotamente qualquer atividade relacionada com o painel

Por sua vez, o sistema de controle é capaz de influenciar e atuar no ambiente, uma vez que, estando conectado à Internet, pode modificar suas funções sem o alterar fisicamente.

Com ele pode ter certeza que…

  • Aumenta a eficiência energética dos painéis solares convencionais, de forma a obter uma maior quantidade de energia.

●        Evita problemas técnicos ou avarias devido às condições climáticas (pois se fecham para evitar danos) ou incidentes devidos ao mau uso causado pelo usuário

  • Garante a autolimpeza. o usuário não se preocupa com a manutenção exaustiva e a eficiência energética de sua produção melhora em pelo 5% com este serviço.